Seguidores

A RELAÇÃO ENTRE O BATISMO COM O ESPÍRITO SANTO E A PREGAÇÃO DO EVANGELHO.

Base Bíblica: Lc 24.49; At 1.8.

Analisando as Escrituras, podemos entender que o revestimento (investidos) de poder é, de fato, uma experiência distinta e sobrenatural na vida do crente verdadeiramente regenerado em Cristo Jesus, tendo como propósito essencial a capacitação espiritual do mesmo para a genuína pregação do evangelho e a plena manifestação dos dons espirituais. Vejamos propósito essencial do revestimento de poder na vida do crente em relação à pregação do evangelho:

1. SIGNIFICADO DE "REVESTIDO". Também se entende por "Investido" [Gr. enduõ]: A - Em que se colocou certo atributo e/ou particularidade. Estar vestido com; com legitimidade; coberto de; de posse de. Ao sermos revestidos de poder, somos legitimados para pregar o evangelho com ousadia e poder como nos diz as Escrituras: “... até que do alto sejais revestidos de poder” (Lc 24.49b; At 4.31). "Mas recebereis poder, ao descer sobre vós o Espírito Santo, e sereis minhas testemunhas tanto em Jerusalém, como em toda a Judéia e Samaria e até aos confins da terra" (At 1.8). Vemos em Cristo, a evidência deste propósito: “Como Deus ungiu a Jesus de Nazaré com o Espírito Santo e com poder... (At 10.38 cf. Lc 4.18; Is 61.1,2). B - No segundo sentido, significa: Que foi coberto ou recoberto; Que foi preparado para o combate; armado. Temos como exemplo, a armadura de Deus (Ef 6.10-17).

2. O CUMPRIMENTO DA PROMESSA. Cristo soprou sobre os discípulos o Espírito Santo (Jo 20.22) e lhes abriu o entendimento para compreendessem as Escrituras (At 1.2 cf. Lc 24.45). Eis que envio sobre vós a promessa de meu Pai; permanecei, pois, na cidade...” (Lc 24.49a). O revestimento de poder (plenitude do Espírito) se deu no dia de Pentecostes, quando em obediência a Cristo, estavam todos reunidos no mesmo lugar e todos ficaram cheios do Espírito Santo (At 2.1-4).

3. CLARA DISTINÇÃO. Enquanto na regeneração nascemos de novo, e o Espírito Santo nos limpa, transforma (Rm 8.1,2,9-11; 1 Jo 3.9), tornando-nos participantes do corpo de Cristo (1 Cor 12.13), ao revestir-nos de poder, Ele nos capacita e nos fortalece espiritualmente para que preguemos o evangelho com ousadia e intrepidez (At 4.31 cf. 1.8). Baseado nos textos em apreço, não há como admitir que as promessas relacionadas ao Espírito Santo tivessem datas de vencimento, ou seja, que se limitaram apenas àquele tempo; até porque, o mesmo Espírito dirige a obra de Deus e faz como lhe apraz (At 9.31; 13.2-4; 15.28; 16.6,7; 20.28; 1 Cor 12.4-11).

4. TESTEMUNHAS DO EVANGELHO DE CRISTO. Legitimados para testemunhar de Cristo, seguindo o exemplo dos seus discípulos (At 10.39). Vós sois testemunhas destas coisas” (Lc 24.48 cf. At 5.32). Em At 1.5,8, lemos “... e sereis minhas testemunhas”. Só podemos testemunhar de Cristo, se permanecermos em sua Palavra como verdadeiros discípulos: Se vós permanecerdes na minha palavra, verdadeiramente sereis meus discípulos (Jo 8.31).

5. LEVAR O EVANGELHO A TODAS AS NAÇÕES. "E este evangelho do reino será pregado no mundo inteiro, em testemunho a todas as nações, e então virá o fim" (Mt 24.14). Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações... (Mt 28.19). Ide por todo o mundo e pregai o evangelho a toda criatura (Mc 16.15). "...tanto em Jerusalém, como em toda a Judéia e Samaria, e até os confins da terra" (At 1.8b).

W. F. VINE, UNGER MERRIL F., WILLIAM WHITE JR. - Tradução: Luís Aron de Macedo - Dicionário VINE. Rio de Janeiro: CPAD, 1ª Edição/2002.

Bíblia de Estudo Almeida. Traduzida em português por João Ferreira de Almeida. Revista e Atualizada - Barueri - SP: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Dicionário inFormal - Dicionário on-line web 2.0 brasileiro, 2006.

Por Elder Dayvid Morais.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...