Seguidores

CRISTO, A PLENA REVELAÇÃO DA PALAVRA DE DEUS.

Base Bíblica: Hb 1.1,2 cf. Jo 1.1,2,14


É uma pena que a nossa geração não esteja atenta ao privilégio que recebemos do Senhor nosso Deus em desfrutar da plena revelação da sua Palavra em Cristo Jesus (Mt 13.11). Ele é o tema central das Escrituras e o cumprimento das promessas de Deus à humanidade (Lc 24.44; Jo 1.45 cf. Mt 5.17). O que estava oculto, guardado em silêncio desde os tempos da eternidade se manifestou em Cristo e alcançou a nossa era através Escrituras Sagradas, segundo o mandamento de Deus (Rm 16.25,26; Ef 3.3-5; Cl 1.26,27). Em sua doutrina, o Senhor Jesus nos ensinou: "Examinai as Escrituras, porque julgais ter nelas a vida eterna; e são elas que dão testemunho de mim" (Jo 5.39; 20.30,31). Voltemos ao evangelho puro e simples! Voltemos à Palavra!

1.     Havendo Deus, outrora, FALADO, muitas vezes e de MUITAS MANEIRAS, aos pais, pelos PROFETAS... (Hb 1.1).

A. FALADO - Dentre muitos exemplos, podemos citar alguns dos homens que ouviram a voz de Deus: Adão (Gn 3.8); Noé (Gn 6.13); Abraão (Gn 12.1); Moisés (Ex 3.4-12).

B. MUITAS MANEIRAS - Deus também se utilizou de ANJOS para falar a: Jacó (Gn 32.28); Gideão (Jz 6.12); Daniel (Dn 10.10-13); Zacarias (Lc 1.11-13); José e Maria (Mt 1.20; 2.19; Lc 1.26-28). Falou através dos SONHOS a: José (Gn 37.5,9); Faraó no Egito (Gn 41.25-32). Falou em VISÕES a: Isaías (Is 6.1-8); Jeremias (1.11,13); Ezequiel (Ez 2.8-10); Ananias (At 9.10); Pedro (At 10.9-16). Falou por meio de REVELAÇÕES a: Paulo (2 Cor 12.1-5); João (Ap 1.1,2). E falou até por meio de animal (Nm 22.28).

C. PROFETAS - Homens escolhidos por Deus responsáveis em transmitir a mensagem divina às suas gerações (2 Rs 21.10; Lc 1.70; Rm 1.2).

O fato, é que nenhuma manifestação espiritual, experiência pessoal ou mesmo sobrenatural, visão ou revelação "extraordinária" está sobre a autoridade da Palavra de Deus (Hb 4.12). Contar testemunhos, experiências, profecias dirigidas pelas conveniências e adivinhações se tornaram “práticas” comuns em igrejas que não valorizam o exame prudente e a exposição genuína das Sagradas Escrituras (At 17.11).
A Palavra de Deus nos ensina que os dons espirituais se manifestam no seio da igreja para trazer-nos plena edificação (1 Cor 14.12,26), conhecimento e ousadia na propagação do evangelho (At 1.8). Devemos valorizar a Palavra de Deus seguindo as suas orientações e mandamentos (Rm 15.4 cf. Dt 29.29), aprendendo a cada dia a não ir além (ultrapassar) daquilo que foi escrito para todos nós (1 Cor 4.6).

2.    Nestes últimos dias, nos falou pelo FILHO, a quem constituiu herdeiro de todas as coisas, pelo qual também fez o universo... (Hb 1.2).

A. Cristo é a Palavra encarnada, é o tema central de toda a Bíblia e o cumprimento das promessas de Deus (Lc 24.44; Jo 1.45 cf. Mt 5.17). Ele é o verbo de Deus! (Jo 1.1,2,14; 5.39; 20.30,31). Ele é o mistério de Deus manifestado aos seus santos (Rm 16.25,26; Ef 3.3-5; Cl 1.26,27). Ele é o divisor de águas da história da humanidade (a.C e d.C). A igreja está edificada n’Ele (Mt 16.18; 1 Cor 10.4 cf. Dt 32.4; 1 Pe 2.4-8).

B. Sua doutrina é o fundamento da Igreja (Mt 7.24-28; 1 Cor 3.11; Ef 2.20,21; 1 Tm 2.19 cf. At 2.42). Sua Palavra é infalível e permanece para sempre (Mt 24.35; Mc 13.31; 1 Pe 1.25).

C. Ele é a verdade que liberta, que limpa! (J0 8.31-36; 15.3; 17.17). Ele nos dá entendimento para conhecer o que é verdadeiro (1 Jo 5.20). Devemos seguir a sua doutrina (Jo 7.16,17; 2 Jo v.9) e viver pela Palavra (Tg 1.22-27).

Bíblia de Estudo Almeida. Traduzida em português por João Ferreira de Almeida. Revista e Atualizada - Barueri - SP: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.


Por Elder Dayvid Morais.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...