Seguidores

Chamados à liberdade! Abaixo a libertinagem e a irreverência!

Um exemplo de uma igreja que adora, mesmo sem recursos físicos, sem luxo, sem riquezas, sem ostentação. Leia com atenção e devoção os textos propostos e então, tire as suas conclusões. Antes de tomar estas palavras como críticas ou coisa assim, abra o coração para voz do Espírito que clama à Igreja. O que motiva a plena e verdadeira "adoração sem limites", não são os eventos, aniversários de órgãos da congregação ou shows com efeitos especiais. Culto é coisa séria, algo sagrado, santo, reflexo da nossa adoração, gratidão e respeito ao Senhor, reconhecendo o seu poder e soberania. Naturalidade, espontaneidade... Nada tem a ver com a anarquia e irreverência visto em muitas igrejas. Não devemos confundir a liberdade no Espírito (2 Cor 3.17; Hb 10.19-25), com libertinagem ou irreverência na casa do Senhor (Ec 5.1; 1 Tm 3.15). Está aí um grande exemplo, de que não precisamos fazer do púlpito um palco, da igreja a platéia, do culto um show. Simplicidade, humildade, devoção, são caraterísticas da adoração que chama a atenção do Senhor (Jo 4.23,24). Os gritos, assovios, desordem e até "danças extravagantes" com pulos, empurrões e "esteria" em certos "cultos", nada tem a ver com a genuína adoração e louvor ao Senhor, pois a Bíblia nos ensina que devemos fazer tudo com decência e ordem (Gl 5.13 cf. 1 Cor 14.40). Voltemos ao Evangelho puro! Voltemos à Palavra!

video

Por Elder Dayvid Morais.

Eis o legado dos mercenários (legalistas e ignorantes).

Legado segundo a descrição do Senhor Jesus:

Todas as coisas, pois, que vos disserem que observeis, observai-as e fazei-as; mas não procedais em conformidade com as suas obras, porque DIZEM e não FAZEM; Pois ATAM fardos pesados e difíceis de suportar, e os PÕEM aos ombros dos homens; ELES, porém, "nem com seu dedo querem movê-los"; E FAZEM todas as obras a fim de APARECER diante dos homens; pois TRAZEM largos filactérios, e ENFEITAM as franjas das suas vestes, e AMAM os "primeiros lugares" e as "primeiras cadeiras", e os "gritos de bajulação", e GOSTAM de ser chamados pelos homens; Mestre, mestre! (Mt 23.3-7).

Para estes, disse o Senhor Jesus:

Ai de vocês, "mercenários" e hipócritas! Vocês devoram as casas dos humildes e, para disfarçar, fazem longas orações como pretexto. Por isso serão castigados mais severamente. Ai de vocês, "mercenários" e hipócritas! Que afirmam dar o dízimo, mas têm negligenciado os preceitos mais importantes: a justiça, a misericórdia e a fidelidade. "Ai de vocês, "mercenários" e hipócritas! Vocês limpam o "exterior", mas por dentro estão cheios de ganância e cobiça (Mt 23.14,23,25).Nem todo aquele que me diz: "Senhor, Senhor", entrará no Reino dos céus, mas apenas aquele que faz a vontade de meu Pai que está nos céus. Muitos me dirão naquele dia: "Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? Em teu nome não expulsamos demônios e não realizamos muitos milagres?" Então eu lhes direi claramente: "Nunca os conheci". Afastem-se de mim vocês, que praticam o mal! (Mt 7.21-23).

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...